No ano passado Hugo Ferreira decidiu aplicar os seus conhecimentos profissionais de programador para desenvolver uma aplicação para controlar as suas finanças pessoais. Suportada em ambiente cloud, o que permite a utilização com vários sistemas operativos, o Personal Finances foi sendo alargado a amigos e conhecidos e já conta com centenas de utilizadores.

O ambiente gráfico é uma das mais valias da aplicação, que simplifica a utilização, mas o programador decidiu estender as funcionalidades aos smartphone e tablets e lançou nas últimas semanas duas aplicações, uma para Android (smartphones e tablets) e outra para o BlackBerry PlayBook (BlackBerry Tablet OS).

Em entrevista ao TeK Hugo Ferreira adianta que o objectivo é que a aplicação esteja disponível para desktop, nos sistemas operativos Windows, Mac e Linux, através da maioria dos browsers, e ainda em terminais móveis, permitindo a sincronização entre todas as plataformas.

[caption]Nome imagem[/caption]

"Quando o utilizador estiver em frente a um computador, muito certamente terá uma ligação à Internet e poderá usar a versão desktop mas quando se encontrar em movimento, com falta de um computador e até mesmo sem uma ligação à Internet, poderá registar as suas despesas no seu telemóvel/tablet que costuma ter à mão e mais tarde quando se encontrar numa zona WiFi ou tiver uma ligação 3G, sincronizar com a base de dados central ao qual acede a versão desktop", refere o criador do Personal Finances.

Esta não foi a primeira experiência de Hugo Ferreira nas plataformas móveis BlackBerry e Android, onde tem outra aplicação, o GliControl.

[caption]Nome imagem[/caption]

De início a decisão foi de não investir no iOS, devido aos custos de entrada neste mercado, que são de 99 dólares, a renovar anualmente. Mas o processo já foi feito esta semana e Hugo Ferreira está a tratar de todo o processo para que "dentro de poucas semanas" a aplicação também esteja disponível na loja da Apple.

Entre as principais dificuldades encontradas no processo, Hugo destaca a de "incluir todas as funcionalidades da edição web num edição mobile que é limitada em termos de recursos, principalmente na resolução dos ecrãs e adaptar a filosofia da aplicação para uma filosofia gestual".

Os modelos de publicação nas app stores também não facilitam a vida aos programadores. Foi muito simples disponibilizar a aplicação do "Google Market" que não obriga a grandes validações, mas o BlackBerry App World já foi "muito demorado".

"Não existe documentação com os passos a seguir para se publicar neste market [BlackBerry App World] e foi necessário ultrapassar muita burocracia. Cada aplicação (incluindo updates), leva cerca de 1 semana até ser aprovado e disponibilizado para os utilizadores (mesmo que seja a simples actualização do descritivo da aplicação) no entanto este market não cobra aos programadores por disponibilizarem as suas soluções".

Os objectivos para as aplicações nas plataformas móveis são elevados. O programador adiantou ao TeK que pretende ultrapassar os 10 mil downloads nos 3 mercados. Para já o preço para Android é de 4,99 euros, enquanto os utilizadores de BlackBerry têmd e pagar um pouco mais, 14,99 dólares.

Hugo Ferreira garante que não vai ficar por aqui. Apesar de trabalhar numa "software-house nacional de desenvolvimento de um software de gestão conhecido", o programador diz que a médio/longo prazo quer "desenvolver mais aplicações para sistemas móveis e vir a estabelecer parcerias com entidades relacionadas com as áreas de cada aplicação por forma a aumentar a notoriedade das mesmas e consequentemente incrementar o número de downloads e receitas".

Para já tem algumas negociações em curso para a aplicação GliControl e espera vir a conseguir estabelecer parcerias também com a aplicação Personal Finances.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.