Os ataques à segurança realizados via Internet aumentaram 50 por cento na primeira metade de 2005 acabando por se fixarem nos 237 milhões, revela o Global Business Security Index desenvolvido pela IBM e hoje divulgado.



Segundo o documento, os alvos preferenciais dos atacantes são o sector público e os governos que sofreram no período em análise 54 milhões de incidentes. A indústria é a segunda área mais visada pelos ataques informáticos, com 36 incidências registadas nos primeiros seis meses do ano, logo seguida do sector da saúde que sofreu 17 milhões de ataques em seis meses.



O estudo refere ainda que o rácio spam/correio electrónico legítimo decresceu entre Janeiro e Junho de forma significativa. Enquanto no primeiro mês do ano se fixava nos 83 por cento, em Junho o nível de mensagens de spam face ao volume total de mensagens em circulação na Internet era de 67 por cento.



Já no que respeita aos ataques phishing os números são menos animadores e demonstram que esta prática continua em ascensão com 35 milhões de ataques documentados.



Os propósitos mais comuns do phishing são a lavagem de dinheiro e o roubo de identidade, cada vez mais levados a cabo por especialistas, alerta a IBM.



A incidência de vírus mantém-se também em alta. Diz o relatório que se em Janeiro um em cada 52 emails estavam infectados com algum tipo de código malicioso, em Junho essa relação passou a ser de um email infectado por cada 28 em circulação.



Notícias Relacionadas:

2005-03-10 - Crimes de phishing realizados em Portugal aumentam de forma substancial em 2004

2005-04-06 - Crime informático lesa empresas britânicas em 3,5 mil milhões de euros

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.