Foi há cerca de dois meses que a NASA descobriu que foi vítima de um ataque cibernético. Em memorando interno, enviado no dia 23 de outubro aos seus trabalhadores, a Agência Espacial referiu que estava em investigação uma possível intrusão nos seus servidores onde estavam armazenadas as informações pessoais dos funcionários. Entre os dados estavam os números de Segurança Social e outras informações pessoais que poderiam estar comprometidas.

Depois de descoberto o incidente, os agentes de cibersegurança internos e parceiros federais avançaram para conter a intrusão e determinar a abrangência das pessoas afetadas. A administração referiu que a investigação irá tomar tempo, mas que é uma prioridade, acreditando que nenhuma missão espacial foi colocada em perigo com este incidente cibernético.

Apesar de terem passado dois meses após o incidente, é referido que este tempo de sigilo é normal, visto que os peritos das forças de segurança dos Estados Unidos pedem às organizações, vítimas de pirataria, a adiarem as notificações durante a investigação.

A NASA ainda não sabe o impacto do ataque e quantos empregados foram expostos, mas todos os funcionários foram notificados para que tomem medidas contra possíveis fraudes, como precaução. Segundo Bob Gibbs, assistente de administração da NASA, todos os empregados que estavam a bordo, separados da agência ou em transferência entre os diferentes centros, no período entre julho de 2006 e outubro de 2018 podem ter sido afetados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.