O Barcelona Supercomputing Center-Centro Nacional de Supercomputación de Barcelona (BSC-CNS) entrou ontem oficialmente em funcionamento. Gerido por um consórcio formado pelo Ministério da Educação e Ciência, pela Generalitat da Catalunha e pela Universidade Politécnica (UPC), o BSC-CNS poderá vir a transformar-se na sede do futuro Centro de Supercomputação Europeu, segundo as intenções do Governo Espanhol.



O centro agora oficialmente inaugurado é conhecido por albergar o MareNostrum, o supercomputador mais veloz da Europa e o oitavo no ranking mundial, que entrou em funcionamento em Abril deste ano. Com uma superfície de 120 metros quadrados e um peso de 45 toneladas, o MareNostrum funciona com o sistema operativo Linux e é capaz de fazer "42 por 10 elevado a 12" operações por segundo, de acordo com o explicado por Mateo Valero, director do BSC-CNS, citado pela publicação La Razon Digital.



O supercomputador, formado por 4.564 processadores e destinado à investigação na área da medicina, alterações climáticas, aeronáutica e engenharia mecânica, "é capaz de fazer numa hora aquilo que um computador normal faz no espaço de um ano", salientou Mateo Valero.



Os cientistas do BSC-CNS estão já, contudo, a "montar" um novo supercomputador que será 25 vezes mais rápido do que o MareNostrum e cuja entrada em funcionamento está prevista para 2008.


Notícias Relacionadas:

2004-11-08 - Supercomputador espanhol estará operacional em Janeiro


2004-02-28 - Espanha aprova projecto para instalação do segundo maior supercomputador do mundo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.