O Google Earth é uma ferramenta ambiciosa, útil e brilhantemente concebida, mas quantos de nós já deram por si a pensar que "seria mesmo fantástico se isto tudo fosse transmitido em direto, com as pessoas e os carros a deslocarem-se em tempo real"? A ideia é ainda mais ambiciosa do que o atual produto da Google, mas é exatamente isso que a EarthNow almeja concretizar.

A iniciativa, que conta com investidores de peso, consiste em criar uma constelação de satélites em torno do planeta Terra, de forma a que seja possível transmitir imagens em direto daquilo que por cá se passa. A latência, neste caso, seria de apenas um ou dois segundos.

O serviço está a ser pensado para clientes governamentais e industriais, que podem recorrer a esta transmissão para recolher dados sobre os mais variados eventos, como catástrofes naturais, conflitos armados ou tempestades. Nestes casos, a inteligência reunida com o vídeo pode ser essencial na logística de equipas de salvamento, evacuações ou estratégias militares.

Bill Gates, Airbus, Intellectual Ventures e SoftBank já declararam apoio à iniciativa e vão integrar a lista de investidores. Note que o custo do projeto ainda não foi anunciado, mas a estimativa inicial rondará facilmente os milhares de milhões de euros. Cada um dos satélites terá de ser equipado com "uma capacidade de processamento sem precedentes, incluindo um CPU com mais cores do que todos os outros satélites comerciais combinados", dada a necessidade de processar e comprimir vídeo em tempo real.

A Airbus será a responsável pela produção dos satélites. A empresa vai utilizar as suas infraestruturas de Toulouse, França, e da Florida, EUA. Não é claro, no entanto, quantos satélites serão construídos, nem quando poderemos ver este sistema em ação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.