Chama-se CV2X e é um sistema que a Ford está a desenvolver em parceria com a Qualcomm que vai permitir aos seus carros comunicarem com outros veículos, infraestruturas e até peões, sem necessidade de uma rede móvel.

É verdade que os primeiros testes desta nova tecnologia ainda não têm data marcada, mas a intenção da fabricante automóvel é que a partir de 2019 cada novo veículo da empresa inclua o sistema.

O anúncio foi feito a partir do “palco” da CES 2018, com o diretor executivo da empresa, Don Butler, a explicar que a nova tecnologia possibilita que os carros comuniquem diretamente com "cada componente da cidade inteligente". Essa "conversa" vai produzir dados que vão estar acessíveis em tempo real para as autoridades responsáveis da cidade resolverem "qualquer problema".

O responsável deu como exemplo uma situação em que um condutor com diabetes sofre uma crise e o veículo, ao analisar os seus sinais vitais, chama o serviço de emergência, que recebe os dados médicos e chega ao local graças ao redirecionamento de tráfego.

Este é o tipo de avanço que será generalizado por outras marcas, a par da condução autónoma. A Nissan, por exemplo, está a trabalhar num sistema que pretende alterar a forma como os carros são conduzidos, alimentados e integrados na sociedade.  A tecnologia, que também está a ser mostrada em Las Vegas, leva o nome de "brain-to-vehicle" (B2V) e capta as atividades cerebrais, antecipando movimentos, como a aceleração e a travagem, realizados pelo condutor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.