Chiara Manfletti foi nomeada a primeira presidente da Agência Espacial Portuguesa pelo Ministério da Ciência e Ensino Superior. As nomeações decorreram esta sexta-feira, durante a primeira Assembleia Geral da Portugal Space, sendo ainda nomeado Luis Santos para vice-presidente. A cerimónia decorreu no Palácio das Laranjeiras, em Lisboa e teve a presença dos quatro associados fundadores: Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), a Agência Nacional de Inovação (ANI), a Direção-Geral de Recursos da Defesa Nacional (DGRDN) e a Região Autónoma dos Açores através da Associação RAEGE Açores – Rede Atlântica de Estações Geodinâmicas e Espaciais.

Chiara Manfletti é a primeira Presidente da Portugal Space
Chiara Manfletti é a primeira Presidente da Portugal Space

Chiara Manfletti tem dupla nacionalidade, italiana e alemã, é graduada em engenharia aeronáutica pelo Imperial College de Londres (2001), tem o mestrado em “estudos espaciais” pela “International Space University” (ISU) de Estrasburgo (2002), e é doutorada pela Universidade alemã de Aachen (2009). Tem ainda uma licenciatura em História pela Open University do Reino Unido (2003). Trabalhou na empresa francesa SNECMA, na Agência Espacial Alemã, DLR, tendo posteriormente ingressado na ESA em 2016, onde tem sido nos últimos anos assessora do Diretor Geral na sede da Agência em Paris.

Luís Santos é licenciado em Engenharia Eletrotécnica pelo Instituto Superior Técnico (IST), tendo sido até ao momento o Coordenador da Estrutura de Missão dos Açores para o Espaço, agora integrada na Agência Espacial Portuguesa.

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, referiu os termos dos acordos feitos com a Agência Espacial Europeia, para a Portugal Space venha a desempenhar funções de “ESA Hub”, tem termos de uma “dupla tutela” entre Portugal e a ESA, é referido no comunicado.

A 17 de março foi realizada a Escritura de Constituição da Agência Espacial Portuguesa, em Ponta Delgada, nos Açores, que servirá de base para a Portugal Space, que irá arrancar ainda no final de março. Terá como missão a promoção e execução da estratégia Portugal Espaço 2030 e será também responsável pela gestão dos programas nacionais na área do espaço. Terá igualmente a cargo, a implementação e promoção de programas internacionais que envolvem Portugal, como a iniciativa AZORES International Satellite launch Programme, AZORES ISLP.

Segundo Manuel Heitor, Portugal não pretende competir com as grandes potências mundiais da exploração do espaço. Invés disso, a estratégia é criar valor com a obtenção de dados através da observação da Terra, que serão utilizados em diferentes sectores, como a agricultura e a segurança.

"Chiara Manfletti é terceira mulher a presidir a uma agência espacial a nível mundial, depois de Pascale Ehrenfreund, que foi Presidente da Agência Espacial Alemã (DLR) entre 2015 e 2017, e de Megan Clark, que foi nomeada recentemente, em 2018, presidente da Agência Espacial Australiana, aquando da sua criação no ano passado", destaca o comunicado da Primeira Assembleia Geral da Portugal Space.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.