Os computadores de baixo custo desenvolvidos no âmbito do projecto One Laptop Per Child, pensado por Nicholas Negrponte estão finalmente prestes a entrar em fase de produção massificada.



Apresentado em 2002 a iniciativa que pretende levar PCs portáteis que não carecem de ligação à Internet aos estudantes de países em vias de desenvolvimento atraiu a atenção dos media desde o início. Talvez por isso o volume de notícias produzido sob este mote seja extraordinariamente elevado. Algumas delas acabaram mesmo por nunca se confirmar, mesmo quando citavam fontes próximas.



A data de arranque da produção em massa tem sido uma das áreas a produzir enumeras notícias e dada como certa várias vezes, embora ainda não se tenha iniciado. Desta vez parece estar mesmo para acontecer. O presidente da fundação OLPC para a área de software e conteúdos, Walter Bender, garante que os fabricantes de hardware já deram luz verde para que se inicie a produção e que faltam apenas ultimar algumas questões ao nível do software. A previsão é de que os primeiros PCs comecem a ser entregues a partir de Outubro, revela à BBC.



Os equipamentos vão usar menos de um watt de energia quando ligados à electricidade e têm autonomia para funcionar com bateria durante 12 horas. Terão processador AMD Geode LX de baixo consumo energético, vários melhoramentos a nível electrónico e mecânico, assim como no teclado e no ecrã.



Notícias Relacionadas:

2007-07-16 - Intel e OLPC juntam esforços na produção de computadores baratos para crianças

2006-11-22 - One Laptop per Child apresenta primeiros computadores e prevê início da produção em massa para 2007

2006-08-23 - Produção de PCs do projecto One Laptop per Child arranca em Novembro

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.