Os resultados de uma análise recentemente promovida pela empresa Coverity revelam que a base de dados open source MySQL tem muito menos bugs face ao número encontrado em programas proprietários, apresentando apenas uma falha de segurança em quatro mil linhas de código.




O código comercial possui, em geral uma a sete falhas por mil linhas de código, de acordo com um relatório de Abril passado de um grupo de trabalho da National Cybersecurity Partnership. Nesta nova análise, a um programa open-source a Coverity encontrou uma média de um bug por cada 4.000 linhas de código, um resultado pelo menos quatro vezes melhor do que o conseguido pelo software proprietário.




Segundo a Coverity, foram encontradas 97 falhas em que pelo menos uma foi considerada crítica, o que comparativamente às médias registadas na indústria, é um resultado excelente para a MySQL, assegura Seth Hallem, CEO da Coverity, citado pela C/Net.




A MySQL, a empresa sueca que desenvolve e mantém a base de dados MySQL, contactou a Coverity para conhecer os resultados da auditoria e fez saber que já corrigiu todos os bugs reportados, que irão desaparecer na próxima release, garantiu Zack Urlocker, vice-presidente da área de marketing da MySQL.




Depois da análise ao kernel do Linux (ver Notícias Relacionadas) e, agora, à MySQL, a Coverity já conduziu testes de qualidade a dois dos quatro componentes habituais de um servidor Web de código aberto. Os dois remanescentes - o Apache e a linguagem PHP - serão analisados num futuro próximo, segundo adiantou Seth Hallem.





Notícias Relacionadas:

2004-12-14 - Estudo de segurança atribui melhores resultados a Linux face aos sistemas proprietários


2003-09-22 - Falhas de segurança identificadas em software open-source

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.