• Investimento de 90 milhões de euros entre as fases 1 e 2;
  • 1400 postos de trabalho – 1.000 indiretos e 400 diretos;

  • Estão projetados 4 blocos de data center;
  • 75 500 metros quadrados de área;
  • Cada bloco tem três pisos que correspondem a 12 andares num prédio de habitação, correspondendo a 33 metros de altura por 55 metros de largura;
    12 mil metros quadrados serão ocupados com perto de 50 mil servidores;
  • Número de servidores passa de seis para 56 mil em Portugal;
  • Capacidade aumenta para 30 Pbytes em Portugal;

  • O primeiro bloco do Data Center da Covilhã pode alojar 12.500 servidores;
  • O Datacenter tem a qualificação de Tier III;
  • Os sistemas de redundância de alimentação energética são uma dos elementos importantes para esta classificação. Na Covilhã a PT instalou 12 grupos de geradores redundantes que possuem a capacidade para fornecer eletricidade a uma cidade de 500 mil habitantes;
  • O índice de eficiência energética é de 1,25, enquanto a média do sector se situa nos 1,8/1,9 o que permite maior competitividade nos preços;
  • A PT vai criar na Covilhã um Network Operation Center (NOC) em redundância com o de Picoas, um Security Operation Center (SOC) e um Technology Operation Centre (TOC) focado nas plataformas de SmartCloud;
  • Possui uma central fotovoltaica com 1.610 painéis com capacidade instalada de 500 KW que fornece 30% da energia para alimentar o edifício de suporte;
  • O ar frio da Covilhã permite a utilização do sistema de free cooling 99 % do ano;
  • Está prevista a instalação de um parque eólico para fornecimento de energia;

Veja as imagens de uma visita guiada ao centro de dados, captadas pelo TeK.

Leia ainda a notícia sobre a inauguração do datacenter na Covilhã.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Fátima Caçador

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.