Em parceria com a Proglobo, a coreana LG Electronics lançou no mercado português um novo produto de tecnologia biométrica de reconhecimento óptico, o IrisAccess 3000. Na mesma semana a Bioglobal tinha anunciado a primeira instalação biométrica do sistema IrisAccess em Portugal.




Ambas as soluções partem de um desenvolvimento de software da Iridian Technologies que conta como parceiros na área de hardware com a LG Electronics, Panasonic e Oki.



O dispositivo hoje apresentado pela Proglobo e LG Electronics funciona como uma unidade de leitura óptica, efectuando o registo da íris do utilizador que imediatamente é mapeada e codificada, obtendo-se desta forma o chamado IrisCode que permitirá o acesso posterior ao local onde o aparelho está instalado.



Quando é efectuado o registo da íris e consequentemente mapeado e codificado esse registo fica gravado num sistema de controle de identificação que está ligado a um servidor. Utilizando uma base através de um servidor e do ICU 3000 (Identification Control Unit) onde estão registados os códigos de leitura óptica dos utilizadores autorizados, o sistema IrisAccess 3000 processa a identificação em apenas 1 segundo.



A LG garante que o sistema é inofensivo para os olhos, uma vez que o nível de radiação emitido é muito baixo, encontrando-se dentro dos limites de segurança impostos nos Estados Unidos e Europa. O rastreio da íris funciona segundo Carlos Santos, director técnico da LG em Portugal, através da um processo de armazenamento de várias imagens fotográficas a preto e branco que são depois convertidas por um algoritmo no Iris Code.



De acordo com o mesmo responsável, o custo de uma solução deste género varia entre os 5.000 e os 7.750 euros, dependendo do número de pontos de acesso necessários - e considerando que cada unidade controladora permite coordenar até quatro portas.



Actualmente, o IrisAccess 3000 está a ser implementado numa empresa da área da construção civil - a Engil -, mas durante o ano está prevista a aplicação da mesma solução em outras áreas do mercado português como bases militares ou aeroportos.



Recentemente, a Bioglobal, uma empresa distribuidora também da área da biometria, anunciou a primeira instalação em Portugal da solução de reconhecimento óptico IrisAccess da Iridian Technologies. O sistema está em funcionamento num edifício de escritórios em Linda a Velha, onde controla o acesso diário de 80 funcionários.



Miguel Matos, da BioGlobal, destaca que é importante que as empresas tenham conhecimento que já existem soluções de controle de acessos e assiduidade baseados no reconhecimento da íris a funcionar, de forma a que verifiquem a sua funcionalidade.



Notícias Relacionadas:
2001-12-03 - BioGlobal recomenda sensor BioTouch USB para segurança das redes

2001-11-22 - Unisys integra reconhecimento facial em soluções de segurança

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.