O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, revelou a possibilidade de ser usado um drone pela PSP durante a operação de segurança que está a ser preparada para a final da Liga dos Campeões em Lisboa. A acontecer, será a primeira vez que um dos dois drones da PSP será usado numa missão oficial.



De acordo com o Público, a proposta terá partido da própria Polícia de Segurança Pública, mas a três dias do evento ainda não tinha sido feito nenhum pedido oficial. Caso avance, a iniciativa terá ainda que ser avaliada pela Comissão Nacional de Proteção de Dados visto que não existe uma legislação específica para as aeronaves não tripuladas.



Miguel Macedo garantiu que o uso do drone não servirá para identificar ninguém, colocando em causa o direito à privacidade das pessoas. O drone servirá antes para controlar a movimentação dos adeptos espanhóis, não se sabendo quantos podem afluir à capital portuguesa dada a grande proximidade geográfica.



“Não quero crer que haja especiais problemas de segurança mas a proximidade entre Madrid e Lisboa faz com que seja imprevisível o número de adeptos que vamos ter na cidade nesse dia”, afirmou Miguel Macedo à margem do evento onde foi apresentada a nova imagem da PSP.



O ministro revelou ainda que apenas um dos dois drones que a PSP detém está apto para ser usado numa missão do género.



Atualmente a utilização de drones está sujeita à lei geral da proteção de dados e nem mesmo as leis de videovigilância se aplicam, devido às características específicas dos equipamentos.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.