Com uma dependência cada vez mais assente nas plataformas de distribuição digital, os videojogos podem atingir várias dezenas de Gigabits de tamanho em download, causando transtornos aos utilizadores com ligações mais lentas. Para tornar o processo mais rápido, a Microsoft apresentou durante a sua conferência na E3 2018 a tecnologia FastStart.

Assente em machine learning, o sistema identifica a forma como os jogadores consomem os seus títulos, fazendo o download dos respetivos ficheiros essenciais. Desta forma, os jogos serão mais rápidos a descarregar nas consolas Xbox One, reduzindo o tempo de espera para cerca de metade. Na teoria, o FastStart identifica se o jogador prefere jogar online, dando prioridade no download aos respetivos ficheiros necessários em relação aos restantes modos, que passam para segundo plano.

E3 2018: FIFA 19 e novo jogo de Star Wars marcam conferência da Electronic Arts
E3 2018: FIFA 19 e novo jogo de Star Wars marcam conferência da Electronic Arts
Ver artigo

Apesar dos produtores não terem de fazer nada do seu lado para introduzir a tecnologia dos jogos, apenas os títulos compatíveis beneficiarão do sistema. A Microsoft revelou que o FastStart estará disponível numa atualização da Xbox One ainda durante o mês de junho. Pode consultar os jogos compatíveis na página dedicada.

No mesmo timing a Microsoft revelou os planos para um futuro novo serviço de cloud gaming, onde será possível jogar títulos da Xbox diretamente do smartphone, por exemplo. Além disso, foi dado enfâse ao serviço de subscrição Xbox Game Pass que passará a conter títulos desde o primeiro dia de lançamento, incluindo Crackdown 3 e Forza Horizon 4. Através de uma mensalidade, os utilizadores podem aceder a novidades sem a necessidade de os adquirir.

A conferência da E3 destacou ainda a promessa e compromisso da Microsoft em oferecer um vasto catálogo de jogos para a sua consola. Aliás, esta tem sido uma das críticas dos utilizadores, que desde o lançamento da Xbox One X apenas tiveram acesso a dois exclusivos este ano: Sea of Thieves e o recente State of Decay 2.

Para tal, a gigante de Redmond apresentou cerca de 15 títulos exclusivos, e revelou em primeira-mão algumas das ofertas “third parties” para multiplataformas, num total de 50 videojogos, incluindo diversas propostas indie. Verifique a nossa galeria massiva de imagens para conhecer os principais videojogos revelados na conferência.

Em termos de exclusivos, o destaque vai para as inevitáveis sequelas das suas três joias da coroa: Halo Infinite dá continuidade a Halo 5: Guardians e coloca Master Chief numa nova demanda para salvar a humanidade. O jogo conta com um novo motor gráfico chamado Slipspace Engine.

O segundo jogo foi Forza Horizon 4, a série de corridas em ambiente “sandbox” que destaca desta vez os cenários do Reino Unido rural. Como novidade, o jogo apresenta uma forte componente online, onde outros jogadores adversários estarão sempre presentes no mapa. Além disso, foi mostrado como as quatro estações do ano afetam os traçados das corridas, entre a chuva e a neve.

A terceira joia da Microsoft é Gears of War, ou apenas “Gears”, que foi apresentado em dose tripla. Gears Pop é uma tradução do universo da série nas famosas figuras colecionáveis Pop, uma espécie de twist bem-humorado que contrasta com o tom visceral habitual na guerra entre os Gears e os Locust. O jogo chega no próximo ano aos smartphones, em versões iOS e Android.

O segundo jogo é Gears Tactics para o PC e é um spin off que troca a habitual ação na terceira pessoa para uma perspetiva tática aérea, com combates por turnos, piscando o olho à série X-Com. Por fim, Gears 5, que retira o protagonismo a Marcus Fenix e o seu filho JD, colocando a história em Kait Diaz, uma personagem que também está de regresso à série.

Se estes títulos já chegariam para alegrar os utilizadores da Xbox One, foram apenas a ponta do icebergue da conferência. A Microsoft anunciou a compra de quatro novas produtoras e a abertura de um novo estúdio de produção, a The Initiative. Uma delas é a própria responsável pela série Forza Horizon, a Playground Games, que segundo a empresa da Xbox já se encontra a produzir outro jogo baseado na sua tecnologia de mundo aberto para além de Horizon 4.

A Ninja Theory, que lançou recentemente o espetacular Hellblade: Senua's Sacrifice entrou para a família Microsoft, mas sem a revelação de qualquer projeto. A Undead Labs, que lançou State of Decay 2 foi também adquirida, assim como a Compulsion Games. Este estúdio encontra-se a trabalhar nos últimos anos em We Happy Few que fará parte do catálogo de exclusivos das plataformas da Microsoft.

20 dos jogos mais antecipados da E3 2018
20 dos jogos mais antecipados da E3 2018
Ver artigo

Houve espaço para outras surpresas, embora não sejam exclusivos Xbox One, tais como o novo jogo da From Software, Sekiro: Shadows Die Twice. The Awesome Adventures of Captain Spirit, um spinoff no mesmo universo da aventura Life is Strange. Devil May Cry 5 da Capcom foi anunciado com pompa e circunstância para gáudio do público presente. Just Cause 4 confirma-se, depois do leak feito pelo pela própria Steam. O regresso de Battletoads foi uma das maiores surpresas da conferência, pois ninguém conseguiu antecipar este anúncio.

Apesar dos constantes adiamentos, Crackdown 3 também esteve presente na conferência com um trailer bem-humorado. E para os fãs de Cuphead, o videojogo inspirado nos desenhos animados dos anos 1930, vai ser lançado no próximo ano uma expansão, com uma nova personagem. A próxima aventura de Lara Croft, Shadow of Tomb Raider teve também direito a um novo trailer.

Sem muito alarido nos últimos anos, a polaca Techland levou a esperada sequela de Dying Light, mostrando um mundo invadido por zombies. A Namco Bandai surpreendeu os fãs das séries anime da June Jump, ao revelar Jump Force, um jogo de ação que mistura os universos de Dragon Ball, Naruto, One Piece e outros no mesmo palco.

Outros títulos importantes mostrados na conferência foram Kingdom Hearts 3, Fallout 76 e The Division 2. Mas a apoteose da noite aconteceu já no cair do pano, com a revelação do primeiro trailer de Cyberpunk 2077 da CD Projekt RED, um dos jogos mais antecipados dos últimos anos.

A conferência da Microsoft ficou assim marcada com muitos jogos, exclusivos ou não, que os jogadores vão ter acesso. É exatamente isso que se pretende conhecer na E3, a maior feira de videojogos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.