O Facebook anunciou que adquiriu a Beat Games, o estúdio de programadores do famoso título de realidade virtual Beat Saber. A equipa passa então a fazer parte do Oculus Studios, se bem que de forma independente, mantendo as suas operações em Praga, cidade-natal do estúdio. Para além da cooperação com o departamento de VR da gigante tecnológica, a Beat Games continuará a atualizar o seu videojogo nas suas diversas plataformas.

De acordo com Mike Verdu, diretor de conteúdo do Oculus Studios, a colaboração entre equipas é uma forma de potenciar o trabalho da Beat Games, ajudando-a a crescer ainda mais. “As conquistas da Beat Games já são impressionantes, mas tanto o estúdio, como o Facebook, sabem que existem mais possibilidades no que toca à combinação de VR, videojogos e música”, indicou o responsável numa publicação no blog da empresa.

O título da Beat Games, no qual o jogador utiliza sabres de luz virtuais para atingir blocos ao ritmo de música, tornou-se no primeiro videojogo VR a vender mais de um milhão de cópias. O estúdio chegou a esse marco apenas nove meses depois do seu lançamento oficial, tal anunciou Jaroslav Beck, o CEO e cofundador da Beat Games, no seu canal de YouTube.

O futuro das criações da Beat Saber torna-se, no entanto, menos claro no que toca à possibilidade de as sequelas do jogo chegarem a outras plataformas que não a da Oculus. Além disso, a comunidade de modding em torno do título poderá tornar-se menos ativa, uma vez que a utilização de conteúdo pirateado infringe as novas regras estabelecidas.

Ao que tudo indica, aquisição da Beat Games é apenas a primeira de muitas parcerias lideradas pelo Facebook no mundo da realidade virtual. Tal como afirma Mike Verdu, a Oculus Studios está a explorar “muitas outras formas de acelerar a tecnologia”, sendo que o responsável prevê que o ano de 2020 será um ano cheio de novos anúncios e de lançamentos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.