A vulnerabilidade, identificada como Boundary Condition Error, afecta a capacidade do utilizador gerir a informação que identifica os seus ficheiros multimédia e pode desencadear o crash da aplicação, durante a utilização de um ficheiro áudio ou de multimédia.

De acordo com o especialista que reportou a falha, citado pelo VnuNet, esta existe na versão 8.0 do iTunes e nas versões para Windows e MacOS do QuickTime 7.5.5. Não se conhecem exploits ao problema e também não foi fornecida informação sobre a possibilidade da falha permitir ou não um ataque remoto.

Por agora, a vulnerabilidade foi classificada de baixa risco, uma classificação que deverá aumentar caso se confirme a possibilidade de execução remota de código.

Esta vulnerabilidade surge poucos dias depois da Apple lançar actualizações para ambos os serviços, QuickTime e iTunes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.