Uma nova startup pretende abrir um hotel de luxo no espaço, aproveitando a boleia da revolução do turismo espacial liderado por empresas como a Virgin Galactic e a Blue Origin. Não se trata de ficção científica futurista. As viagens estão previstas para os próximos anos, como se pode confirmar nos recentes testes da empresa de Richard Branson.

Se atualmente apenas ouvimos falar em empresas de transporte de passageiros para o espaço, onde é que elas vão ficar? A menos que “durmam no carro”, terão de procurar pernoitar e é aqui que entra a Orion Span, uma startup que pretende colocar em órbita um hotel de luxo em 2021, para no ano seguinte começar a receber os turistas.

No site oficial do hotel já pode inclusive fazer as reservas da estadia, pagando uma taxa para garantir um lugar na lista de espera por 80.000 dólares, que poderá pedir o retorno caso não seja selecionado. O preço total da estadia por estes 12 dias, eventualmente inesquecíveis, é de 9,5 milhões de dólares por pessoa. O preço inclui um programa de treino de três meses e o transporte espacial de ida e volta. De notar que o Orion Span só pode albergar quatro hóspedes de cada vez, juntamente com os dois tripulantes do transporte.

Virgin Galatic testa sistema de regresso da nave que vai levar turistas ao Espaço
Virgin Galatic testa sistema de regresso da nave que vai levar turistas ao Espaço
Ver artigo

A empresa promete uma experiência de astronauta aos seus hóspedes, com atividades que passam por plantar comida no espaço, participar em investigações, mergulhar na gravidade zero e claro e observar as mais incríveis paisagens espaciais.

Segundo o site oficial, o hotel irá fazer orbitas à Terra a cada 90 minutos, permitindo aos turistas assistir 16 vezes ao nascer e pôr do sol a cada 24 horas.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.