A GlobalFoundries (GF), fabricante dos chips Ryzen e Radeon da AMD, processou a sua rival Taiwain Semiconductor Manufacturing Company (TSMC), considerada a maior produtora de semicondutores do mundo. De acordo com a queixa realizada, a empresa taiwanesa alegadamente violou 16 patentes registadas pela GF: 13 registadas nos Estados Unidos e seis na Alemanha. A produtora americana quer também proibir a importação de todos os dispositivos que contenham tecnologias com base nas patentes em questão.

Tal decisão pode ter sérias consequências para a indústria da tecnologia, pois a TSMC fabrica chips e processadores para produtos da Apple, da Google, da Nvidia, da Motorola e de muitas outras. Ao todo, são cerca de 20 as empresas tecnológicas "abrangidas" pela queixa da GlobalFoundries.

Segundo o The Verge, a fabricante americana anunciou no ano passado o fim do seu processo de desenvolvimento de processadores de nova geração de 7 nanómetros, à semelhança do Apple A12 Bionic, presente nos iPhones XS e XR, e do Qualcomm Snapdragon 855, produzidos pela TSMC. Sem capacidade para competir tecnologicamente com a empresa taiwanesa ou até com a Samsung, a GlobalFoundries decidiu tentar vencer a batalha por meios legais.

De acordo com declarações de Gregg Bartlett, vice-presidente sénior de engenharia e tecnologia da GlobalFoundries, num comunicado à imprensa, a ação legal que a empresa tomou tem como base a proteção dos investimentos feitos nos Estados Unidos e na Europa. “Durante anos, enquanto dedicámos milhares de milhões de dólares na pesquisa e desenvolvimentos domésticos, a TSMC tem vindo a «colher» ilegalmente os benefícios do nosso investimento”, declarou Bartlett.

Em resposta ao processo, o qual está na sua fase incial, a TSMC indicou, num comunicado ao Cnet, que, apesar de ainda estar a rever a queixa, acredita que as alegações não têm fundamento, no entanto, vai “lutar vigorosamente” para proteger as suas propriedades tecnológicas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.