A nova geração de headsets de realidade virtual estão a dar fôlego ao mercado e a estimular a procura. Isso deve-se sobretudo ao novo Oculus Quest, que para além de ser wireless é mais barato que outras soluções, na casa dos 400 dólares. Também a HTC lançou o Vive Cosmos, igualmente sem fios e bem mais simples de utilizar que as suas primeiras versões, mas o preço é quase o dobro do seu rival, cerca de 700 dólares. A empresa parece ter encontrado uma solução para alcançar diferentes necessidades do mercado, num espectro de preços mais acessíveis, em diferentes modelos.

A HTC vai ter três novos modelos do seu headset Vive Cosmos: o Cosmos Play, o Cosmos XR e o Cosmos Elite. Todos partilham o mesmo núcleo, mas com as tampas frontais (faceplate) diferentes, e no caso do Cosmos Play, este pode ser substituído mais tarde, avança o Engadget.

O Cosmos Play é semelhante ao Cosmos original, mas foi despido de alguns componentes para o tornar mais económico. Por exemplo, invés das seis câmaras de tracking terá apenas quatro, além de não ter os headphones incluídos, requerendo um sistema independente para ouvirem os conteúdos. De resto, as especificações serão as mesmas da família Cosmos, incluindo um ecrã LCD 2880x1700 de resolução, com um campo de visão de 110 graus e uma taxa de atualização de 90 Hz. Tem ainda um visor com abertura flip-up. Embora não tenha sido revelado o preço, estima-se que será a gama baixa, custando cerca de 400 dólares.

Para os gamers, a empresa propõe o Vive Cosmos Elite, apresentando um faceplate com um sistema de tracking externo. Inclui duas estações bases de primeira geração, juntamente com um par de controladores e um sistema de headphones embutido. O preço ronda os 990 dólares e a pré-reserva começa a 24 de fevereiro, e incluí dois meses gratuitos de subscrição Viveport Infinity.

Já o prometido suporte aos mods permite aos utilizadores alterar o Faceplate dos headsets Cosmos, nomeadamente fazer uma atualização da versão Play para o mais avançado, com suporte a tracking externo que está equipado no Elite, por um preço de 220 dólares.

Por fim, o modelo Vive Cosmos XR que permite experiências de realidade mista assente num headset VR, que é apontado sobretudo ao sector empresarial. A base do sistema é a do Play, incluindo quatro câmaras de tracking, mas tem duas câmaras adicionais de alta resolução na parte frontal, com um campo de visão de 100 graus. O objetivo é manter contacto visual com a realidade, mas obter as informações digitais no visor.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.