De acordo com a DigiTimes, a Huawei está a desenvolver um processador único, que combina as capacidades de um CPU, de um GPU e de um sistema de inteligência artificial. O plano foi discutido por Richard Yu, atual CEO do Huawei Consumer Business Group, durante uma grande conferência tecnológica que decorreu na China durante esta semana.

Yu afirmou que o chip vai chegar ao mercado ao longo do segundo semestre deste ano, mas não desvendou as possíveis vantagens desta nova arquitetura. Sublinhou, no entanto, que o EMUI - a interface da Huawei para sistemas Android - integra suporte para "deep machine learning" e computação inteligente.

O responsável abordou ainda o próximo Kirin 970 SoC, que deverá potenciar o próximo Mate 10. Segundo Yu, a segurança vai ser um dos principais destaques deste componente. No futuro, disse, os chips vão ainda integrar uma funcionalidade de interação automóvel que vai permitir aos smartphones da marca funcionarem como chaves de carros de marcas como BMW, Mercedes, Audi e Porsche.

As notícias dão mais força ao rumor que indicava que a gigante chinesa estaria a trabalhar num assistente virtual capaz de competir com a Siri, o Bixby e os restantes sistemas no mercado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.