O crescimento mundial das vendas de computadores pessoais deverá situar-se nos 9,7 por cento em 2005, diz a IDC. A consultora reviu em baixa as suas previsões iniciais, que apontavam para um crescimento 0,4 por cento acima do agora indicado (10,1%), em resultado do adiamento da recuperação no Japão e da análise mais cautelosa relativamente aos Estados Unidos.



A diferença agora subtraída será transferida para os resultados dos próximos anos, assegura a IDC prevendo crescimentos acima dos oito por cento até ao final de 2009. Apesar de tudo, as estimativas apontam para uma desaceleração acentuada das vendas de PCs, depois de uma previsão de crescimento de 15 por cento em 2004.



A consultora considera que iremos continuar a assistir à consolidação na área dos portáteis e dos mercados emergentes, embora o crescimento geral em 2005 seja mais lento do que o registado em 2004. "Os níveis de crescimento mundial vão baixar para apenas um dígito, mas os drivers de longo termo como a adopção do móvel, a substituição de sistemas e o crescimento da taxa de penetração irão suportar subidas saudáveis até ao final da década", asseguram os analistas da IDC.



As encomendas deverão totalizar 195,4 milhões de unidades em 2005, avaliadas em 209 mil milhões de dólares, num crescimento de 5,3 por cento.



Notícias Relacionadas:

2005-03-11 - Portugueses compraram mais de 600 mil PCs em 2004

2005-01-19 - Mercado mundial de PCs volta a crescer no último trimestre de 2004

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.