A IFA serve de palco para a Intel revelar os novos processadores de oitava geração. A fabricante pretende refrescar a gama mobile com uma maior performance e conectividade. Os processadores vão incluir a tecnologia da série U (Whiskey Lake) e Y (Amber Lake), resultando numa maior otimização nos dispositivos mobile, tais como portáteis e convertíveis, e uma melhoria nas ligações.

A série U tem o Wi-Fi da Gigabit integrado, o que permitirá um aumento de 12 vezes as velocidades de ligação. Já a linha Y oferece Wi-Fi mais rápido e suporta tecnologia LTE. A empresa refere que os utilizadores conseguirão fazer o download de filmes e séries em menos de um minuto, assim como criar e editar conteúdos de vídeo a 4K e em 360 graus cerca de 6,5 vezes mais rápido.

Os chips da série U de oitava geração suportam, de raiz, os serviços de voz da Cortana (Microsoft) e Alexa (Amazon), assim como Dolby Vision HDR e Dolby Atmos.

A eficiência energética relativa à série Y destina-se a dispositivos mais finos, prometendo melhor performance em ecrãs táteis e o uso do estilete. Outra vantagem destes processadores da Intel, de série Y é a capacidade de correr a versão completa do Windows 10, invés da variante Windows 10 S.

Por fim, a eficiência energética permite aos processadores aumentarem a autonomia da bateria dos dispositivos. Os aparelhos equipados com os processadores da série U podem trabalhar até 16 horas sem recarregar, mas a autonomia pode durar até 19 horas em equipamentos com o sistema de energia otimizada.

Também apresentados na IFA, os novos portáteis da Acer já vêm equipados com os novos processadores da Intel.

Acompanhe todas as novidades da IFA 2018 com o SAPO TEK. Já estamos a "esmiuçar" as primeiras conferências e os stands nos Press Days e vamos trazer os anúncios mais importantes e mais curiosos da exposição.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.