As preocupações da indústria centram-se na privacidade dos clientes e na segurança dos seus sistemas e procuram antecipar um cenário em que os carros que circulam nas estradas comuniquem, não apenas com o utilizador, mas também uns com os outros.



O cenário tem todos os ingredientes para se transformar em realidade a muito breve prazo, tendo em conta que todos os fabricantes estão a trabalhar nesta área e a criar sistemas que permitam a ligação dos veículos à Internet.



As empresas querem prevenir-se de situações em que hackers tirem partido das ligações à Internet dos veículos para controlar os sistemas dos carros e introduzir alterações que possam por em causa a segurança dos passageiros ou mesmo provocar acidentes, explicam.



No acordo hoje assinado estão representadas gigantes da indústria como a General Motors, Ford, Nissan ou a Toyota. Os membros desta aliança garantem que até à data não foram registados ataques como os que esta iniciativa pretende antecipar.



O acordo é precisamente uma forma de garantir que a indústria está preparada para situações desse tipo. A questão torna-se ainda mais relevante porque as ligações de rede que permitem a comunicação entre veículos, não podem ser ligadas e desligadas pelo utilizador, o que aumenta a responsabilidade do fabricante, defendem os promotores da iniciativa, citados pela Businessweek.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.