A Intel completou a migração das suas linhas de processadores desktop para tecnologia de 64 bits. O processo ficou terminado com o lançamento do Intel Celeron D351, anunciado esta semana.



A tecnologia Extended Memory 64 (EM64T) permite uma maior utilização da memória virtual e física melhorando o desempenho de aplicações mais exigentes nesta matéria, como as aplicações de media, onde se incluem o vídeo de alta definição, permitindo igualmente o desempenho de múltiplas tarefas em simultâneo.



O Celeron D351é o último dos processadores desktop da Intel a migrar para 64 bits e dispõe de "uma cache de nível 2 com 256 KB, um sistema Bus de 533 MHz e uma velocidade de processamento de 3.20 GHz", detalha um comunicado.



O mesmo documento acrescenta que a Intel está também a distribuir o Intel Celeron D 346, 341, 336, 331 e 326 na embalagem LGA775 com suporte para o Intel EM64T e Execute Disable Bit. Na mesma data foi apresentado o Intel Celeron D350 que não tem extensão para 64 bits.



A fabricante americana estuda agora as datas de lançamento de novos processadores com extensão aos 64 bits para o mercado de noteboooks, uma decisão que depende da evolução do ecossistema e da geração de níveis de procura mais elevados que os actuais.



Notícias Relacionadas:

2005-02-09 - Intel prepara actualização de 64 bits para Pentium e alarga gama Xeon


2004-02-18 - Intel alarga gama de 64 bits aos processadores Xeon

2003-04-22 - AMD chega aos 64 bits com novo processador Opteron

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.