A Intel anunciou hoje, segunda-feira, um conjunto de novos processadores Xeon destinados a equiparem servidores de gama baixa, construídos com base no processo de fabrico de 0,13 microns e contendo 512 Kbytes de memória cache de nível 2. Ao mesmo tempo, a fabricante de semicondutores revelou que vai voltar a construir chipsets para servidores.



A companhia afirmou que os novos processadores Xeon, que são os seus primeiros chips para servidores a empregarem a tecnologia Hyper-threading para aumentar a sua velocidade de desempenho, são destinados a servidores que integram cada um dois processadores.



Segundo a Intel, a tecnologia Hyper-threading e a sua arquitectura de chips Netburst - também integrada nos novos chips - pode aumentar a velocidade de processamento em 80 por cento, em comparação com os servidores de dois processadores actualmente disponíveis que utilizam chips Xeon.



A Compaq, Dell, Hewlett-Packard e IBM são algumas das companhias de que se prevê o lançamento de novos servidores equipados com o novo chip nas próximas semanas ou meses.


Também hoje, a Intel introduziu ainda o chipset E7500, um componente que permite ligar os novos processadores agora lançados a outras partes do servidor e que suporta memória DDR - Double Data Rate. De acordo com a fabricante de semicondutores, esta é a primeira vez desde 2000 que fabrica chipsets para servidores que contêm dois processadores.



Normalmente, os servidores que utilizam dois processadores possuem um preço de venda entre os 1.500 e os 4.000 dólares (entre 1.713 e 4.568 euros ou entre 343,4 e 916 contos), dependendo da sua configuração, sendo mais frequentemente empregues como servidores de páginas da Web ou de email. A tecnologia de Hyper-threading faz com que o sistema operativo da máquina assuma que existem dois em vez de um só processador.



Em quantidades de mil unidades, o modelo de 2,2 GHz do Intel Xeon tem um preço de venda de 615 dólares (702,29 euros ou 140,8 contos), ao passo que o de 2,0 GHz custa 417 dólares (476,18 euros ou 95,4 contos) e o de 1,8 GHz está à venda por 251 dólares (286,62 euros ou 57,4 contos). O custo do chipset E7500 é de 92 dólares (105 euros ou 21 contos), no caso de se optar pela configuração básica, e de 132 dólares (150,7 euros ou 30,2), se se preferir a configuração máxima.



Notícias Relacionadas:

2001-09-11 - Intel lança novo chipset para os processadores Pentium 4

2001-09-10 - Intel e Via Technologies com processos judiciais cruzados

2001-08-30 - Intel mostra tecnologias na conferência de desenvolvimento

2001-08-20 - Intel adverte fabricantes para não usarem o novo chipset da Via

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.