A Intel Portugal anunciou o lançamento de um novo concurso destinado às empresas portuguesas que visa identificar o Computador mais pesado de Portugal. A iniciativa já foi experimentada noutros países e junta diversos parceiros e patrocinadores com o objectivo de promover as vantagens da mobilidade.



As empresas interessadas em participar devem preencher o formulário que será disponibilizado no site da iniciativa - que deverá entrar online hoje - sendo depois os equipamentos mais pesados seleccionados entre as inscrições apresentadas. A UMIC e a APDSI e a Anje irão apoiar a validação dos dados, enquanto a Fujitsu, Sony, HP e Toshiba irão patrocinar a substuição dos equipamentos pelos mais recentes modelos com plataforma Centrino.



Os "históricos" portáteis ficarão na mesma na posse das empresas que os apresentarem a concurso, explicou ao TeK Frederico Carvalho. A ideia é que a experiência das empresas que há mais tempo aderiram à mobilidade possa servir como caso de estudo para o futuro.



O TeK não teve ainda acesso ao regulamento do concurso, mas fica a nota de que nos portáteis nem sempre "mais antigo" é sinónimo de "mais pesado", já que alguns modelos de desktop replacement recentes ultrapassam largamente os 5 quilogramas.

Notícias Relacionadas:

2005-01-25 - Plataforma Centrino integra 2/3 dos portáteis vendidos em Portugal

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.