A Intel anunciou detalhes do seu road map comunicando a intenção de voltar a introduzir a tecnologia Hyperthreading nos seus processadores e de integrar componentes críticos do sistema directamente nos chips.



A estratégia concretiza-se com a introdução da nova linha de processadores conhecida pelo nome de código Nehalem, que terá entre um e oito núcleos de processamento e início de produção prevista para 2008. A nova microarquitectura, que já será fabricada com tecnologia de 45 nanómetros, vai permitir ligações directas entre núcleos de processamento e controladores de memória.



Será a primeira vez na história da Intel que os designers de processadores "vão poder escolher de uma vasta gama de ingredientes para criarem chips adequados a diferentes tipos de computador, de poderosos servidores a pequenos notebooks", explica a Intel citada pela C|Net.



Entre as novidades que a fabricante reserva para a Nehalem, ainda sem nome comercial definido, contam-se a possibilidade de gerir dois filamentos independentes de software por núcleo. A tecnologia Hyperthreading, já utilizada nos Pentium 4 single core, garante que o processador execute dois códigos diferentes praticamente ao mesmo tempo.



Os controladores de memória integrados, também planeados para a nova linha, vão permitir ligações ponto-a-ponto entre núcleos de processamento, garantindo uma ligação mais rápida entre o processador e a memória.



O conjunto de funcionalidades anunciadas para o Nehalem não estarão todas incluídas de origem nos processadores daquela família, mas encontram-se à disposição dos designers que assim têm um leque mais vasto de possibilidades de resposta para as necessidades dos seus clientes. Ainda antes da chegada do Nehalem ao mercado, a Intel inaugura o fabrico a 45 nanómetros com o Penrvn.



Notícias Relacionadas:

2007-03-16 - Intel prepara lançamento de segunda geração VPro

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.