O vírus que ameaçava fazer hoje estragos um pouco por todo o mundo, apagando ou modificando ficheiros está a ter um impacto mais moderado que o previsto. Tanto na Europa como na Ásia, onde se previa que o vírus tivesse maior impacto, o número de infecções registadas é afinal relativamente reduzido, garantem as empresas de segurança.



A ampla divulgação da ameaça e a disponibilização de ferramentas de detecção e remoção do código malicioso permitiram que na data prevista para activação do worm grande parte das empresas ou utilizadores afectados tivessem já eliminado ameaça, garantem as empresas de segurança.



A F-Secure considera mesmo que as movimentações ao longo do dia de hoje têm estado "bastante calmas". O mesmo tipo de relatório surge por parte de várias outras empresas de segurança, reportando a vários pontos do mundo.



O Kama Sutra é um worm de distribuição massiva, que utiliza o email para se propagar. Instala-se no PC tenta desactivar as aplicações de segurança do utilizador e espera pelo dia programado para desencadear o ataque, o dia 3 de cada mês.



Se o ataque for bem sucedido os ficheiros Word, Excel, Access, PowerPoint, Acrobat Reader ou Photoshop são os alvos preferenciais do programa que os destrói ou modifica. Recorde-se que o Kama Sutra ganhou este nome por circular numa mensagem dissimulada de conteúdos ou vídeos eróticos.



Notícias Relacionadas:

2006-02-03 - Kamasutra já está activo e Portugal pode ser um dos países com alto nível de infecções

2006-01-24 - Kamasutra fica activo amanhã e promete destruir ficheiros Word e PDF

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.