Os maiores serviços de Cloud Computing estão a nascer nos Estados Unidos, com pequenas iniciativas dispersa pela Europa, focadas em países circunscritos, o que levou António Miguel Ferreira a desenhar um projeto com ambições pan europeias que ajustasse a oferta à realidade do "velho continente". O empreendedor que esteve no lançamento da Esotérica, o primeiro ISP privado português, e mais tarde da Via net.works, da Amen e da Claranet Portugal acredita que existem grandes oportunidades neste mercado e que é possível concorrer com a Amazon e a Rackspace.

O projeto LunaCloud já está a recrutar pessoas para lançar a operação, estando o início da comercialização planeado para 16 de abril, como se pode ver pela contagem decrescente no site. Apesar dos objetivos pan europeus, e do lançado em simultâneo no Reino Unido e em Portugal, o know-how e o centro de desenvolvimento é português e é cá que António Miguel Ferreira quer manter as competências fulcrais da empresa.

A LunaCloud vai prestar serviços de infraestrutura de cloud (RAM, CPU, Storage), que pretende que sejam de grande simplicidade, acessíveis via web ou através de uma API para programadores. A elasticidade da oferta é outro dos fatores cruciais do projeto, sendo possível ao cliente aumentar ou reduzir recursos, quando quiser, sem necessidade de efetuar reboot aos servidores. O modelo de subscrição é também simples, sendo possível alugar recursos por hora, sem compromisso contratual de longa duração.

A infraestrutura técnica estará dispersa por vários países europeus, o que otimiza a performance a partir de diferentes localizações e aumenta a redundância dos dados, mas a LunaCloud confia também na economia de escala para passar para os clientes os benefícios, praticando preços mais baixos do que a concorrência internacional, explica o fundador da empresa.

A ideia da LunaCloud é afirmar-se como uma alternativa aos fornecedores de cloud norte-americanos. Depois do lançamento, em abril, em Portugal e no Reino Unido, a empresa vai progressivamente alargar a oferta a outros países europeus, estando prevista para 2013 a expansão a outros continentes.

Para já a empresa está a recrutar colaboradores através do website e a passar já alguma informação na conta do Twitter, mas já há mais iniciativas em curso, entre as quais o lançamento, em março, de um programa para beta-testers, limitado por convite.

A LunaCloud vai convidar 100 técnicos de administração de sistemas ou programação - em Portugal e no Reino Unido - a tornarem-se os pioneiros "lunáticos" do serviço. Em troca da prova de fogo ganham serviços e recursos gratuitos da cloud para desenvolvimento de projetos próprios.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Fátima Caçador

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.