Markus Persson, o criador do Minecraft, não está autorizado pela Microsoft a participar nas comemorações do décimo aniversário do jogo de que é autor. De acordo com a Variety, um representante da empresa Americana terá afirmado que “as opiniões de Persson não refletem as da Microsoft e não são representativas do Minecraft”.

O Minecraft foi criado em 2009 pela Mojang, de Markus Persson, empresa que foi adquirida cinco anos depois pela Microsoft pelo valor de 2,5 mil milhões de dólares. Esta aquisição implicou também o afastamento total de Markus Persson do projeto.

Nos anos subsequentes, Markus Persson tem vindo a publicar sucessivos comentários polémicos no twitter, através da sua conta “@notch”. Essas declarações têm ido desde críticas às novas versões do Minecraft até a declarações controversas sobre matérias mais sensíveis.

Além do apoio a teorias da conspiração, Markus Persson fez também comentários considerados ofensivos sobre questões raciais ou LGBT, o que levou a Microsoft a distanciar-se cada vez mais do criador do Minecraft.

Este afastamento culminou com a remoção de qualquer referência a “Notch”, como Markus Persson é conhecido, nos ecrãs principais do Minecraft, tendo agora continuidade neste impedimento da sua participação na celebração do décimo aniversário do jogo que criou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.