A Microsoft tem vindo a mostrar algumas das funcionalidades do novo Windows, conhecido pelo nome de código Windows 8, mas hoje levantou mais um pouco do véu do que está a ser desenvolvido. "Reimaginámos o Windows", garantiu Steven Sinofsky, presidente da divisão do Windows e Windows Life no Keynote de abertura da BUILD, a conferência de programadores que decorrepor estes dias na Califórnia.

O interface de utilizador ao estilo Metro é uma das grandes apostas da empresa para a nova versão do seu sistema. Este foi criado para ser tocado e para mostrar a informação de forma personalizada, o que pretende simplificar a experiência dos utilizadores, quer estejam a usar o computador pessoal com ecrã sensível ao toque, um teclado, um rato ou mesmo um Tablet.

Desde a utilização dos chipsets da ARM à experiência de utilização das aplicações e da experiência de utilização, o Windows 8 muda muitos dos paradigmas aplicados nas versões anteriores, mesmo no ainda recente Windows 7.

[caption]Nome imagem[/caption]

O interface ao estilo Metro - semelhante ao usado no Windows Phone 7 - contagia todos os ecrãs do Windows 8, mas também outras aplicações, como o navegador web, Internet Explorer 10, sensível ao toque em vários equipamentos, como foi mostrado na conferência de abertura ainda em preview.

"Queremos que o interface seja rápido, fluido e que responda de forma eficaz", sublinhou Steven Sinofsky.

A Microsoft quer que o interface ao estilo Metro seja comum às aplicações desenvolvidas pelos parceiros, fornecendo ferramentas fáceis de conversão. Até porque as aplicações são uma peça central da estratégia da empresa, e a conferência é dedicada aos programadores e à "angariação" de apps para a Windows Store.

"A experiência das aplicações deve ser radicalmente diferente. Não queremos que as Apps funcionem como silos, mas de forma integrada, como uma web de Apps", garante o responsável do Windows que dedicou também grande parte da sua apresentação a garantir aos programadores que não terão de gastar dinheiro, nem perder muito tempo para adaptar as aplicações.

"Esta é uma oportunidade importante. Todos os utilizadores do Windows 8 vão ser os vossos alvos. sejam utilizadores de desktop, portáteis ou tablets, em ecrãs grandes pequenos e médios.[...] São 400 milhões de utilizadores", explicou. Uma frase que recebeu fortes aplausos.

No hardware a base de chipsets ARM já tem provas para dar, quer na rapidez de arranque, como foi mostrado esta semana, quer na proteção contra malware, como rootkits, ou no baixo consumo.

Durante o Keynote foram mostrados alguns equipamentos com Windows 8, em vários formatos, sempre com demonstrações associadas do desempenho do sistema.

[caption]Nome imagem[/caption]

A Microsoft apostou muito no desenvolvimento com parceiros de ecrãs de grande dimensão e com boa resposta a toque, que mostrou também na conferência, assegurando que o interface metro suporta diferentes tamanhos de displays com a melhor performance.

[caption]Nome imagem[/caption]

Os ultrabooks também estiveram em destaque, sendo mostrados vários modelos ultrafinos, com base nos formatos apresentados pela Intel, que garante que serão óptimos formatos com o Windows 8.

[caption]Nome imagem[/caption]

E os tablets tiveram também um grande destaque, não fossem estes a grande coqueluche de momento... por isso a Microsoft desenvolveu com a Samsung um tablet que vai distribuir aos programadores para estes poderem começar a desenvolver aplicações para o Windows 8. São 5 mil que estão em stock, afirmou o responsável do Windows.

[caption]Nome imagem[/caption]

E está pré-carregada com o Windows 8 preview para developers... Uma prenda que agradou à audiência.

Para os mais "pro" da gestão de sistemas Steven Sinofsky incluiu ainda uma apresentação do gestor de tarefas do Windows, que não sofria remodelações há muito tempo, e as alterações no Painel de Controle, assim como a nova forma de fazer um reset à máquina que se torna "super fácil"

[caption]Nome imagem[/caption]

[caption]Nome imagem[/caption]

Chris Jones, vice presidente do Windows Live, mostrou ainda como os serviços de cloud da Microsoft foram redesenhados de acordo com o mesmo interface ao estilo Metro que ajuda a conjugar informação, e todas as contas de email numa única janela de forma fácil, assim como os calendários.

[caption]Nome imagem[/caption]

Esta filosofia aplica-se também à gestão de contactos de amigos em várias redes sociais, às fotografias e aos ficheiros no Skydrive, todos "navegáveis" de forma fácil.

[caption]Nome imagem[/caption]

Todas as novidades podem ser experimentadas diretamente pelos developers que no ainda hoje vão poder descarregar o Windows Developer Preview a partir do Windows Dev Center, gratuitamente. Sem ativação, mas também sem suporte....

Com a preview fica disponível um guia, exemplos, documentos e outros recursos para quem quiser começar já a desenvolver para Windows 8.

Ainda hoje estão previstas mais conferências, e todas vão ficar disponíveis também no site para serem revistas por quem quiser verificar as apresentações.

Já no final, Steven Sinofsky garantiu que há muito mais novidades no Windows 8 que ficaram por mostrar, e aplicações para descobrir nos próximos meses.

Escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico

Nota da Redação: A conferência de abertura da BUILD terminou às 19.20 (hora de Portugal), e assim fechamos este texto, mas prometemos continuar a acompanhar as novidades que forem mostradas no palco na cidade de Anahein, Califórnia.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.