"A nossa visão para a televisão é simples e talvez provocadora. Acreditamos que o futuro da televisão são as aplicações", disse Tim Cook durante a apresentação da nova Apple TV.

E as aplicações - sobretudo as de conteúdos - concentraram uma boa parte das revelações da Apple relativamente à sua set-top box. O acesso a uma App Store própria também permite que a Apple TV se transforme agora numa mini-consola, dando acesso a títulos como Disney Infinity, Guitar Hero, Crossy Road ou Rayman Adventures. Há jogos nos quais será possível usar o iPhone ou iPod Touch como comandos num modo multijogador local.

A tecnológica revelou ainda um novo comando para a Apple TV que apesar de manter o aspeto minimalista, apresenta no parte superior uma área que é sensível ao toque. Desta forma os utilizadores podem navegar de forma mais intuitiva por alguns menus e através das opções das aplicações. E caiu por terra o rumor de que o controlo remoto seria capaz de reconhecer gestos do utilizador.

Existem depois quatro botões no comando: um botão que leva o utilizador para o menu principal da televisão, um dedicado para a assistente virtual Siri, um que controla o volume e outro que permite parar ou reproduzir os conteúdos.

A nova Apple TV tem ainda um sistema de pesquisa universal que permite procurar não só no iTunes, bem como nos sistemas de serviços como o Hulu, HBO ou Showtime - estes são todos exclusivos dos EUA.

A assistente virtual Siri vai ser um dos pontos centrais da nova Apple TV, potenciando a pesquisa de conteúdos através de comandos de voz. A tecnológica de Cupertino mostrou que a sua ferramenta consegue cruzar informações para dar o resultado mais positivo: "mostra-me um episódio de Modern Family no qual tenha entrado o Edward Norton", foi o exemplo dado.

Se não percebeu algo que as personagens de uma determinada série disseram, basta perguntar à Siri "o que é que ele disse?" que a assistente recua automaticamente 15 segundos do episódio.

A set-top box será capaz de alterar o screensaver dependendo da altura do dia: de manhã será uma animação, à noite já será diferente por exemplo.

A Apple TV tem um sistema operativo próprio, chamado de tvOS, e que é baseado no iOS do iPhone e do iPad, mas que está pensado para a dimensão dos televisores e para as necessidades específicas que os utilizadores têm quando consomem conteúdos em TV.

A aposta no sistema operativo permite que a Apple TV envie notificações aos utilizadores, dependendo das aplicações que tiver instaladas. E a revelação de que as aplicações têm continuidade entre smartphone, tablet e televisão - ou seja, permitem continuar a jogar o jogo na TV a partir de onde estava no telemóvel -, ajuda a criar uma maior união ao nível de ecossistema.

Especificações

Processador A8 com arquitetura de 64-bits, Bluetooth 4.0, Wi-fi 802.11ac com tecnologia MIMO e recetor de infra-vermelhos são as características técnicas da nova Apple TV. Há também uma entrada HDMI e outra Ethernet.

Disponibilidade

A nova Apple TV chega no final de outubro e vai ter um preço de 149 dólares, cerca de 135 euros, para a versão de 32GB. Já a versão de 64Gb vai custar 199 dólares, cerca de 175 euros.

 

Fique a par das restantes novidades anunciadas esta quarta-feira pela marca da maçã:

Novos iPhone 6s e iPhone 6s Plus: iguais por fora, melhores por dentro

Afinal vem aí um novo iPad. Em versão Pro

Apple Watch ganha novos modelos em alumínio cor-de-rosa e dourado

Apple Watch com mais de 10 mil applicações recebe Facebook e Go Pro

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.