As estimativas da consultora para o próximo ano, a confirmarem-se, traduzem um crescimento de 30% face aos valores esperados para 2015. Em 2016 o número de novos dispositivos ligados à Internet deverá atingir os 5,5 milhões.

Vão contribuir para este crescimento, o número cada vez maior de carros conectados, mas não só. Por segmentos, o consumo terá grandes responsabilidades nesta evolução, com 4 mil milhões de dispositivos ligados no final do próximo ano, embora o maior investimento no segmento deva vir das empresas.

Os serviços associados à Internet das Coisas (IoT, em inglês) devem gerar 235 mil milhões de dólares, mais 22% que em 2015. Os serviços profissionais dominam, com destaque para a contratação de serviços de desenho, instalação e operação de sistemas IoT.

Mas os serviços de conectividade e os serviços ligados ao consumo vão crescer a maior ritmo. Até 2020 o número de dispositivos ligados à Internet na área do consumo avançará para os 13,5 mil milhões.

 

 

 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.