Depois de ter conseguido colocar no mercado cerca de 30 mil cópias da versão 1.0, o consórcio que desenvolveu o Asianux, uma versão de Linux destinada ao mercado empresarial asiático, afirma ter pronta a release 2.0, que chega às lojas no próximo mês. Juntando a japonesa Miracle Linux, a chinesa Red Flag Software e a coreana Haansoft, a aliança tem como objectivo principal desenvolver uma versão standard de um sistema Linux para servidores na região, respondendo às necessidades específicas do mercado.



O projecto, que conta com o apoio dos governos dos países que acolhem as empresas, contempla a comercialização do software sob a marca das companhias envolvidas e a sua utilização em projectos governamentais, nomeadamente a nível da educação.



Para já o software vai estar à venda na China e Coreia do Sul, devendo ser disponibilizado no Japão apenas em Outubro, confirmam as empresas. A ideia é ainda garantir o alargamento do software a outros países da região, nomeadamente a Índia, Singapura e Malásia onde já estão a ser procurados parceiros.



O Asianux 2.0 foi recentemente escolhido para o projecto da National Education Information System (NEIS) da Coreia do Sul, onde vai gerir dados de alunos das 10 mil escolas do país, afirmando os responsáveis do projecto que se tornará na maior implementação de Linux no país.

Notícias Relacionadas:

2004-04-05 - China, Japão e Coreia do Sul avançam com parceria para open source

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.