Arranca na próxima segunda-feira mais uma edição da Apple Worldwide Developers Conference em Los Angels. Steve Jobs, afastado da empresa por razões de saúde, não deverá marcar presença no evento, ao contrário do que prevêem algumas das muitas especulações em torno do tema.

O key note de segunda-feira de manhã, que dá o pontapé de saída para a conferência e onde tradicionalmente a Apple surpreende o mercado com os seus anúncios, vai ser feito, de acordo com a agenda, por Phil Schiller, vice-presidente da empresa para a área de marketing.

A Apple já adiantou que serão temas abordados o SO iPhone 3.0, que deverá ser lançado este verão e o SO Mac X 10.6 Snow Leopard, mostrado no ano passado com a garantia de que estaria pronto no prazo de um ano.
Mas para além do que se sabe, paira uma enorme expectativa sobre eventuais anúncios "mais sexys" que tem aliás tido impacto nas acções da companhia que com a chegada do fim da semana têm valorizado, embaladas pelos rumores.

Um dos rumores que circula com insistência aponta para o possível lançamento de uma versão mais barata do iPhone que posicione o equipamento numa faixa de preço em torno dos 100 dólares.

Mas também há analistas que defendem o contrário, acreditando que a Apple está antes a preparar uma segunda geração do iPhone 3G, que irá trazer para o mercado o equipamento com mais memória e capacidade de gravação de vídeo. Por exemplo, uma versão de 32 GB que coabitaria com a actual versão de 16 GB, mantendo o preço actual para a nova versão e descendo o preço do modelo mais antigo. O novo modelo estaria à venda a partir de Julho como aconteceu no ano passado com o iPhone 3G.

É difícil fazer apostas, porque embora sejam muitas as informações citando fontes bem colocadas e não identificadas, a verdade é que a Apple se tem revelado muito eficaz a guardar segredos e a conseguir usar o efeito surpresa para dar grandiosidade às suas apresentações.

Outro eterno candidato a surpresa na key note é o tablet que supostamente a empresa está a desenvolver há já algum tempo. Alguns analistas voltam a posicionar o produto como possível novidade do evento, como mais um touch-screen na família de produtos Apple. Esta será no entanto uma das opções a reunir menor consenso no universo das suposições.

Entretanto, esta semana jornais americanos também noticiaram que Jobs está pronto para "voltar à cena". Quando no ano passado foi anunciado o seu afastamento temporário da empresa, já se sabia que o regresso aconteceria provavelmente no final de Junho. Misturando uma e outra informação ganhou alguma força a teoria de que o responsável pode marcar presença no WDC. Para já, não passa também de especulação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.