Marte deverá ganhar mais um habitante não-humano em 2021. A agência espacial norte-americana está a preparar-se para lançar um novo rover, o Mars 2020, para o planeta que se irá dedicar a investigar uma região onde, no passado, pode ter existido vida microbiana.

"O rover Mars 2020 representa o primeiro passo numa campanha articulada entre várias missões que apontam ao retorno de amostras de solo e rocha cuidadosamente selecionadas e seladas à Terra," esclareceu Geoffrey Yoder, administrador do diretório de missões científicas da NASA em Washington que considerou ainda esta missão enquanto um "marco significativo" que ajudará a determinar se já existiu vida em Marte. De acordo com Yoder, esta missão terá também um papel preponderante no "objetivo de enviar humanos ao Planeta Vermelho"o que se fará notar através de algumas medições essenciais à presença humana (níveis de oxigénio, por exemplo).

[caption][/caption]

Mesmo à distância, vai ser possível fazer análises pormenorizadas às matérias colectadas pelo rover graças a um leque de espectroscópios capazes de canalizar imagens em alta resolução até ao planeta Terra. Na armada de ferramentas que vai equipar o Mars 2020 também se podem contar sensores meteorológicos, e radares com capacidade para entender as formações geológicas do terreno. Os microfones de alta sensibilidade incorporados no aparelho vão permitir, pela primeira vez, capturar os sons de Marte.

O rover já se encontra em fase final de produção e vai juntar-se a dois outros em atividade no Planeta Vermelho já em 2021.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.