A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária vai estrear em 2021 novos radares para maior controlo das velocidades nas estradas nacionais. Para já são 10 radares de nova geração que têm a capacidade de medir a média da velocidade dos veículos.

Segundo o Jornal de Negócios, a ANSR vai investir na compra de um total de 30 novos radares, sendo 10 deles colocados estrategicamente para medir as velocidades entre dois pontos. Em declarações ao JN, o presidente da ANSR prevê que estes novos radares comecem a funcionar ainda em 2021. No entanto, tudo depende do processo de aquisição, através de concurso internacional, que ainda não está fechado.

Acredita-se que este seja o método mais eficaz de controlar o excesso de velocidades, uma vez que todo o percurso do trajeto é avaliado através de uma média. Isto significa que não chega diminuir a velocidade em locais assinalados com radar, facilmente assinalados nos equipamentos de GPS ou smartphones, mas sim manter o limite imposto durante todo o trajeto.

Segundo foi explicado, estes 10 novos equipamentos vão juntar-se aos radares de medição instantânea atualmente instalados nas estradas (cerca de 40). Dez deles estarão sempre ativos e outros tantos em stand by, refere o responsável da ANSR. Na prática, os automobilistas podem saber o local do radar, mas não sabem se este está ativo. Caso esteja, anota a velocidade de entrada no troço, assim como a de saída, fazendo a média.

O limite de velocidade é violado quando é percorrido o traçado em menos tempo do que seria necessário para cumprir o estabelecido nessa via. As autoridades podem assim iniciar o processo de coimas aos automobilistas que infringirem os limites com base nesses dados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.