A Agência de Segurança Nacional (NSA) recomendou formalmente à Casa Branca que abandone o programa de vigilância que recolhe informações sobre chamadas telefónicas e SMS de cidadãos americanos. De acordo com o Wall Street Journal, a NSA considera que o custo logístico e legal necessário para manter o programa não compensa o benefício obtido.

O programa de vigilância foi criado na sequência dos ataques do 11 de setembro, recolhendo milhares de milhões de registos telefónicos por dia, com o propósito de identificar ligações ao terrorismo. Com o nome Stellar Wind, o programa inicialmente era secreto, mas acabaria por ser exposto por Edward Snowden em 2013.

No entanto, tem vindo a crescer nos últimos anos o número de altos responsáveis da NSA a questionar se o Stellar Wind será, de facto, um programa essencial para a segurança nacional. De acordo com o Wall Street Journal, existe uma ideia generalizada na agência de segurança de que o projeto não justifica o esforço que tem vindo a ser feito para o manter ativo.

Contudo, a decisão final está nas mãos da Casa Branca, tendo também o Congresso uma palavra a dizer, uma vez que a legislação que regula o programa expira em dezembro. A administração de Donald Trump poderá ceder às pretensões da NSA e terminar o Stellar Wind, mas de acordo com a Fox News deverá estar mais inclinada para rever alguns aspetos do programa e renovar a sua legislação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.