Actualmente, existem mais de mil milhões de computadores em utilização em todo o mundo. A conclusão é da Gartner que estima que o número duplique até 2014.



De acordo com a consultora, os números foram potenciados pela forte procura sentida em todo o mundo nos últimos anos mas, em particular nos mercados emergentes, onde a busca pelas novas tecnologias têm vindo a ser destacada nas últimas análises da empresa.



Mesmo assim, pelas contas da Gartner, 58 por cento dos computadores em utilização estão situados nos mercados maduros, embora esta tendência deva ser contrariada ao longo dos anos. Segundo a empresa, quando o volume de máquinas em funcionamento chegar aos 2 mil milhões, a quota de PCs concentrados nos mesmos mercados baixará para 30 por cento e aumentará junto dos mercados menos desenvolvidos.



George Shiffler, director de investigação da Gartner, explica em comunicado que "a rápida penetração nos mercados emergentes relaciona-se com a expansão explosiva das ligações de banda larga e sem fios, com a quebra dos preços dos computadores e com a visão geral de que os PCs são uma ferramenta indispensável para o desenvolvimento".



Por fim, a empresa estima que ao longo deste ano sejam substituídos 180 milhões de computadores em todo o mundo e que 35 milhões serão deitados ao lixo sem qualquer tipo de preocupação com a sua deterioração ou impacto para o ambiente.



Notícias Relacionadas:

2008-05-29 - Internet cativa mil milhões de utilizadores em todo o mundo

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.