A proposta do presidente norte-americano foi enviada para o Congresso esta terça-feira e contempla um conjunto de iniciativas. Além do reforço dos sistemas públicos contra ataques, o pacote inclui, medidas como a contratação de mais especialistas, inclusive estudantes, que podem ver os seus empréstimos universitários pagos se decidirem juntar-se ao Governo federal.

A ideia é que ajudem a reforçar a monitorização no ciberespaço de possíveis ameaças e a aumentar o número de testes realizados às infraestruturas públicas, de forma a torná-las mais resistentes a ataques, concretiza a Cnet.

2015 foi um ano negro para a Administração Pública norte-americana, com vários serviços a serem alvo de ataques informáticos. Incluiu-se neste leque o organismo que gere os recursos humanos do Governo federal, que viu expostos dados pessoais de 21 milhões de funcionários.

A antiguidade de alguns sistemas públicos tem sido apontada pelos especialistas como uma das causas para o sucesso deste tipo de ataques. No pacote agora apresentado por Obama para a área da cibersegurança, 3,1 mil milhões estão destinados à atualização de sistemas obsoletos.

Recorde-se que já em 2016 a proposta apresentada por Obama contemplou um aumento de 14 mil milhões de dólares nas verbas para esta área.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.