A comunidade OpenOffice.org anunciou, esta terça-feira, a criação de uma entidade independente que irá gerir o futuro da suite de produtividade, numa iniciativa que pretende assinalar o fim do vínculo à Oracle, que adquiriu a Sun, a principal "patrocinadora" do projecto até à data.

Denominada The Document Foundation, a entidade ficará responsável por coordenar e supervisionar a nova "marca" LibreOffice, baseada no código do OpenOffice.

Na origem da decisão hoje anunciada está a compra pela Oracle da Sun. Nascida como StarOffice, a suite passou a achamar-se OpenOffice após a compra da empresa alemã StarDivision pela Sun, em 1999. Com a aquisição da Sun, completada no início do ano, a Oracle é agora "detentora" da tecnologia.

De acordo com Charles H. Schulz, um dos membros da comunidade OpenOffice, citado pelo ComputerWorld, a comunidade sentia que a Oracle os tratava mais "como parte de um problema do que como uma solução".

Schulz refere ainda que a nova suite será a continuação do projecto inicial do OpenOffice.org, e não um "fork"- nome dado a uma ferramenta que tira vantagem de um software de código aberto com licença livre, iniciando um desenvolvimento paralelo.

Ao que indica a publicação, o nome LibreOffice ainda é temporário, já que a fundação solicitou à Oracle o uso da marca OpenOffice.org, convidando-a a participar na iniciativa. Até o momento, a empresa ainda não fez quaisquer comentários oficiais sobre o assunto.

Entretanto a The Document Foundation já reúne o apoio de outras organizações, como o Google, a Red Hat e a Canonical.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.