Um professor da Universidade da Califórnia poderá ser condenado a 219 anos de prisão. O homem está acusado de ter contrabandeado, para a China, chips com aplicações militares norte-americanas.

Yi-Chi Shih é engenheiro eletrotécnico e professor adjunto na UCLA e foi considerado culpado, em junho, por um juíz de Los Angeles. Shih disputava 18 acusações em tribunal, como exportações ilegais e fraude, mas perdeu todos os casos.

De acordo com os procuradores, Shih colaborou com Kiet Ahn Mai para defraudar uma fabricante de semicondutores. Mai terá fingido ser um potencial cliente para obter o design dos chips da fabricante, tendo depois enviado os desenhos para a China, mais especificamente para uma empresa que era presidida pelo acusado.

Guerra comercial EUA/Huawei: “Em Portugal esta situação teve um impacto muito diminuto”
Guerra comercial EUA/Huawei: “Em Portugal esta situação teve um impacto muito diminuto”
Ver artigo

Importa sublinhar que os chips roubados são utilizados "em mísseis, sistemas de orientação de mísseis, aviões de combate, radares e medidas de defesa contra ataques informáticos em cenário de guerra eletrónica".

A espionagem industrial é um dos pontos responsáveis pela atual tensão que pauta as relações entre EUA e China. São conhecidas as acusações feitas pelo atual executivo norte-americano às práticas de empresas como a Huawei que, segundo o mesmo, foi também responsável por roubar tecnologia a tecnológicas daquele país. Por conta destas suspeitas, a guerra comercial entre ambas as partes continua.

A sentença de Shih ainda não é conhecida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.