com o apoio MEO
em modo Escuro poderá poupar até 30% de energia. Saiba mais

Qualcomm estreia nova linha de processadores para gadgets da Internet das Coisas

Este artigo tem mais de 2 anos
A empresa apresentou dois processadores que apresentam melhorias consistentes no sector da imagem. A par destes componentes, a tecnológica lançou também um kit de desenvolvimento de software que vai facilitar a criação de funcionalidades para aparelhos de IoT
Qualcomm estreia nova linha de processadores para gadgets da Internet das Coisas

A Qualcomm apresentou esta semana os QCS605 e QCS603. Os processadores, desenvolvidos com base numa arquitectura de 10 nanómetros, vão equipar aparelhos inteligentes feitos para integrar redes privadas de Internet das Coisas, como aspiradores autónomos e câmaras de vigilância. Com estes componentes foi também disponibilizado um kit de desenvolvimento de software (SDK) que vai orientar os programadores na hora de criarem funcionalidades para os seus aparelhos de IoT.

tek qualcomm processadores

Ambos os modelos integram GPU Adreno e CPU ARM de múltiplos cores (oito e quatro, respetivamente), e sistemas de processamento Hexagon e Spectra. Estas especificações vão articular-se com as potencialidades do SDK apresentado para permitir o desenvolvimento de funcionalidades como a deteção e identificação de objetos, reconhecimento facial ou evasão de obstáculos.

Segundo a empresa, estas habilidades não só vão ser possíveis de materializar, como vão ser tornadas eficientes graças às tecnologias de inteligência artificial, processamento de imagem e eficiência energética que integram estes processadores.

Qualcomm: a nova “vítima” de Margrethe Vestager tem multa de 1,2 mil milhões para pagar
Qualcomm: a nova “vítima” de Margrethe Vestager tem multa de 1,2 mil milhões para pagar
Ver artigo

No que toca à imagem, a afirmação é sustentada com suporte para sensores fotográficos duplos de até 16 megapixeis, livestreams em 4K a 60 frames por segundo e realidade virtual. Seshu Madhavapeddy, vice-presidente do departamento de IoT da Qualcomm, adiantou que o conhecimento reunido com o desenvolvimento de processadores móveis ajudou a empresa a conceber um componente capaz de oferecer uma performance superior no que toca à captação de imagens em condições de pouca luminosidade, o que pode vir a ser útil em equipamentos de vídeovigilância, por exemplo.

Por último, sublinha-se ainda a integração de sensores WiFi e Bluetooth 5.1.

O responsável adiantou que os processadores estão a ser testados desde o final de 2017. Os primeiros gadgets munidos com um destes processadores deverá chegar ao mercado já na segunda metade deste ano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.

Veja também

 
 

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.