Uma empresa de baterias para automóveis elétricos diz ter desenvolvido uma versão com ciclos de carregamento muito mais curtos do que a média atual. De acordo com a Echion Technologies, uma vez afinada para funcionar no seu potencial máximo, a bateria poderá ser totalmente carregada em apenas seis minutos, um número consideravelmente inferior aos que observamos nas marcas mais populares do segmento.

Em teoria, a tecnologia tem potencial para revolucionar o mercado dos elétricos. Seis minutos é um período curto, às vezes equiparável ao que um condutor tem de passar num posto de gasolina para encher o depósito do carro.

Jean De La Verpilliere, CEO da empresa britânica, não revela o truque por detrás da invenção, mas adianta que a bateria articula grafite com “um novo material”, criado há cerca de dois anos pelo próprio.

O funcionamento desta bateria de lítio é semelhante a muitas outras. O artigo revela que os materiais integrados são simplesmente largados na infraestrutura. No entanto, as características dos materiais utilizados permitem carregamentos rápidos sem qualquer risco inerente.

A tecnologia pode ser reproduzida em baterias de smartphone, permitindo os mesmos seis minutos de carregamento. No entanto, atualmente, a capacidade de produção da Echion só lhe permite criar uma bateria por dia. A tecnológica admite estar a escalar o negócio para poder suportar um nível superior de produção.

“Já temos um protótipo funcional e queremos começar a comercializar este modelo já no próximo ano”, adianta Verpilliere. “No entanto, teremos de testar a tecnologia e validá-la através dos processos oficiais, primeiro”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.