Esta terça-feira, segundo dia do novo mapa judiciário, os tribunais continuaram paralisados pela falha informática na rede Citius, segundo avança o Público.

Durante o dia, funcionários de diferentes comarcas descreveram ao jornal um cenário de paralisação, semelhante ao que foi vivido no primeiro dia do novo mapa judiciário. "Nada funciona. Absolutamente nada", disse um funcionário no Porto, onde um juiz teve de despachar duas providências cautelares urgentes em papel.

O início da reforma terá obrigado alguns advogados a recorrerem ao correio em papel para comunicarem com os tribunais. "Há muitos colegas que estão a enviar requerimentos por correio registado. Para uns basta o fax, mas há tribunais onde nem há faxes", lamentava a presidente do Conselho Distrital do Porto da Ordem dos Advogados, Elisabete Granjeia.

Enquanto isso, do lado do Ministério da Justiça assegurava-se que a plataforma estava a funcionar normalmente, referindo-se que "todos os advogados tinham acesso ao Citius podendo submeter peças processuais, recolher informações e consultar processos".

Além disso, sublinhava ainda que a estabilização do sistema informático não impede o normal funcionamento dos tribunais.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.