Após cinco anos de viagem, 2,8 mil milhões de quilómetros percorridos e uma entrada perfeita na órbita de Júpiter, a Juno coloca agora em ação a JunoCam, equipamento que tem uma missão igualmente importante e que passa por ser "os olhos" da sonda espacial. E a primeira imagem captada com "luz visível" junto do maior planeta do sistema solar já chegou, mostrando parte do astro e três das quatro maiores luas que o rodeiam: Io, Europa e Ganímedes.

A foto foi captada a 10 de junho, pelas 6h30 de Lisboa, com a sonda espacial situada a mais de 4,3 milhões de km de Júpiter, e é a prova de que a JunoCam a bordo da sonda da NASA está em condições para o envio de dados para a Terra.

O dispositivo tem como propósito apenas mostrar cenas que auxiliem a operação de outros instrumentos da sonda, tendo seguido a bordo também por razões de acompanhamento por parte do público interessado na missão, visto que a JunoCam não é tida como um componente vital no conjunto. E a equipa responsável pela missão “está a fazer todos os esforços para colocar todas as imagens no site oficial, para que todos possam admirar a beleza destes cenários”, diz a NASA.

“A JunoCam vai continuar a fazer imagens à medida que completa a sua primeira órbita”, diz Candy Hansen. A investigadora do Instituto de Ciência Planetária, localizado no estado do Arizona, Estados Unidos, refere ainda que a primeira imagem em alta resolução de Júpiter será captada a 27 de agosto, quando a Juno fizer a sua próxima aproximação ao planeta.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.