A Sony confirmou que a sua divisão móvel (Sony Mobile Communications) foi alvo de um novo ataque que pode ter dado acesso a terceiros aos dados de pelo menos 400 clientes da fabricante, na China e na Tailândia.



Entre os dados vulneráveis estavam nomes e endereços de correio eletrónico dos utilizadores, admite a Sony, que considera pouco provável que o ataque tenha permitido o acesso a informações mais sensíveis, como dados de cartões de crédito, por exemplo.



No entanto, a empresa ainda está a analisar o alcance do ataque, como revelou numa nota citada pela imprensa internacional. Um porta-voz da fabricante japonesa não confirma por isso, pelo menos para já, as informações que circulam na imprensa de que o ataque terá sido da responsabilidade do grupo NullCrew - ligado ao Anonymous - que já o terá reivindicado.



Recorde-se que a Sony foi um dos principais alvos dos grupos hacktivistas durante o ano passado, tendo sido alvo de várias campanhas que a obrigaram a manter serviços em baixo e a rever, medidas de segurança.



O ataque mais relevante de um conjunto alargado de ações contra a empresa foi o que visou a PlayStation Network, que deixou vulneráveis dados de mais de 100 milhões de utilizadores e obrigou a empresa a encerrar o serviço durante vários dias.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.