Apesar das missões tripuladas a Marte serem ainda uma hipótese no domínio das probabilidades, Elon Musk continua empenhado em torná-las realidade.

O mais recente passo foi dado na madrugada desta segunda-feira com o primeiro teste ao Raptor, o sistema de propulsão que vai equipar as naves utilizadas para levar humanos até Marte.

Embora tenha decorrido à porta fechada, Musk publicou no seu Twitter duas fotografias que deixam vislumbrar parte do poder do propulsor e onde é possível ver rajadas estáveis de fogo a sair do motor. Numa delas o empresário identifica ainda uma série de "mach diamonds", um padrão resultante das propulsões supersónicas e que se forma ao longo das chamas de escape.

Os Raptor estão ainda envoltos em algum mistério. A SpaceX começou a trabalhar com eles no princípio deste ano mas, até à data, para além de um par de tweets, poucos detalhes foram adiantados.

A partir de 2018 a empresa espacial deverá dar início a uma série de testes que vão servir também para transportar mantimentos até ao Planeta Vermelho. Seis anos depois, a empresa almeja fazer aterrar as primeiras pessoas naquela superfície planetária.

Amanhã Elon Musk deverá desvendar um pouco mais acerca dos seus planos para a colonização de Marte no Congresso Internacional de Astronáutica que terá lugar em Guadalajara. "Acho que vai soar bastante louco, apesar de tudo," disse Musk em Dezembro em entrevista à GQ.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.