Os níveis globais de spam aumentaram em Setembro para passar a corresponder a 70 por cento do total de correio electrónico em circulação, contra 69 por cento em Agosto. A área dos anúncios a produtos é aquela que é mais visada pelos spammers com maior número de incidências registadas (26 por cento), logo seguida da Internet e do sector financeiro.



A língua portuguesa ganha destaque no último relatório de spam da Symantec já que no mês de Setembro a empresa de segurança identificou um novo tipo de mensagens com estas características, escritas em português e que remetem para URLs portugueses. As mensagens em questão usam o tema da perda de peso para cativar a atenção dos internautas.



O relatório da empresa de segurança revela que se está a acentuar a tendência de decréscimo do spam com recurso a imagens, que em Agosto representou 10 por cento de todo o spam identificado e em Setembro apenas 7 por cento.



Por regiões, os Estados Unidos são a zona do globo que mais contribui para o spam em circulação na Internet. Quase 60 por cento do spam em circulação nas caixas de correio electrónico tem origem nesta região, assim como mais de 40 por cento do spam que circula na Internet.



A Europa é a segunda região do mundo que mais produz spam, sendo responsável por quase 30 por cento do spam de email e por 35 por cento do spam para a Internet.



Notícias Relacionadas:

2007-09-19 - Symantec alerta para aumento de código malicioso em circulação no 1º semestre

2007-03-20 - Portugal lidera tabela de países mais afectados por spam na região EMEA

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.