A Sun irá introduzir novos modelos da sua linha de processadores e efectuar alterações ao seu sistema de distribuição de software, tendo ao mesmo tempo já lançado uma campanha agressiva de comercialização a preço de desconto do seu software e hardware junto do mercado educativo.

A começar já a partir de hoje, a empresa irá oferecer cópias licenciadas do
sistema operativo Solaris e do pacote de ferramentas de produtividade
StarOffice a organizações educativas e de investigação, apresentando a esses mesmos clientes descontos significativos ao preço do seu hardware Sun Ray.

Com base numa estimativa de 100 mil utilizadores académicos, a companhia espera que o valor total da oferta ultrapasse os mil milhões de dólares. O Sun Education Software Portfolio irá ainda incluir licenças gratuitas do Sun ONE (Open Net Environment) Starter Kit, do Sun One Studio, dos produtos Sun One Services Development e do pacote de programas de ambiente gráfico Gnome para plataformas Unix. Será também disponibilizado, mediante o pagamento de uma quantia, um kit de média que irá fornecer actualizações trimestrais.

No que toca ao hardware, as escolas e os centros de investigação vão poder adquirir servidores appliance Sun Ray 1 por 335 dólares, e thin clients Sun Ray 100 e 150 por 540 e 815 dólares, respectivamente. Os preços estão a partir de hoje em vigor e incorporam descontos que podem chegar a 42 por cento do custo
normal do hardware. Os clientes do mercado educativo poderão ainda adquirir
servidores Sun Fire 280R e estações de trabalho Sun Blade 2000 a preços de desconto. A companhia irá oferecer suporte técnico e formação via Internet a estudantes, professores e pessoal de tecnologias de informação ao longo do programa.

Outra aposta da Sun passa por uma nova tecnologia de microprocessadores, adquirida com a compra da Afara Websystems em Julho passado. Ao contrário da maioria dos chips, como os da actual linha UltraSparc da Sun e a maior parte dos Pentium 4 e Itanium da Intel, que se podem dedicar apenas a uma tarefa de cada vez, os Afara - o primeiro dos quais tem o nome de código Niagara e será lançado em breve - prometem processar dezenas de tarefas em simultâneo.

O Niagara deverá utilizar processadores relativamente pequenos mas que terão um bom desempenho, sendo adequada a utilização de até quatro
processadores num só chip. Cada um destes deverá ser capaz de processar várias tarefas em simultâneo. Reagindo ao cepticismo do mercado face ao seu desempenho, a Sun prometeu ainda que planeia a curto prazo reduzir custos e, a longo prazo, aumentar as receitas através de outros produtos inovadores.

Notícias Relacionadas:
2003-02-10 - Sun anuncia nova plataforma N1 e servidores blade

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.