A tecnologia desenvolvida no âmbito do CEEDs (Collective Experience of Empathic Data Systems) espera tornar-nos mais inteligente e eficientes, estimulando o nosso subconsciente.

Isto numa altura em que, a cada minuto são gerados em todo o mundo 1.700 milhões de biliões de bytes de dados, ou o equivalente a cerca de 360 mil DVDs.

A partir de um laboratório em Barcelona trabalha-se num projeto para o desenvolvimento de um sistema que ajuda o cérebro a apresentar os dados da forma que mais nos agrade e a selecionar informação, para que não haja “sobrecargas”.

Na prática, a poderá permitir estudar com maior eficácia ou cruzar mais fácil e rapidamente fontes de informação diversas, no caso dos jornalistas.

A equipa de investigadores construiu uma eXperience Induction Machine (XIM) que faz uso da realidade virtual para permitir que os utilizadores "entrem" em grandes conjuntos de dados.

Deste ambiente imersivo fazem igualmente parte uma panóplia de sensores que apresentam a informação da melhor forma ao utilizador, constantemente “moldada” de acordo com as suas reações, à medida que estes vão analisando os dados.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.